Boscodonordeste

PARABAIANO - Paraibano criado na Bahia, colocando letras em movimento

Textos

A Borboleta forte e agradecida
Um dia, uma pequena abertura apareceu em um casulo. Um homem sentou e observou a borboleta por várias horas, à medida que ela se esforçava para fazer com que seu corpo passasse através daquele pequeno buraco.
Quieta, parece que ela não estava com forças para sair. Então o homem decidiu ajudar, pegando uma tesoura cortou o restante da casca do casulo. A borboleta saiu facilmente, mas seu corpo estava murcho e pequeno, com asas amassadas.
O homem continuou a observar a borboleta, esperando que, a qualquer momento, as asas se abrissem e a fizesse voar. Nada aconteceu! Na verdade, a borboleta passou o resto da sua vida rastejando, aleijada, sem capacidade para sair do chão.
O que o gentil homem, querendo ajudar não sabia, é que o casulo apertado e o esforço eram necessários para a borboleta passar através da pequena abertura, para fortalecer o corpo e as asas da borboleta, para que, ao sair, estivesse pronta para voar.
Foi uma lição.

Algumas vezes, a dificuldade é justamente o que precisamos em nossa vida, fazendo os esforços necessários, que permitem o fortalecimento do corpo e da alma, a fim de que possamos superar quaisquer obstáculos.
É a natureza agindo, a mandado de Deus.
- Eu pedi Força... e Deus me deu mais dificuldades;
- Eu pedi Sabedoria... e Deus me deu mais estudo;
- Eu pedi Prosperidade... e Deus me deu mais pobreza;
- Eu pedi Coragem... e Deus mostrou minhas fraquezas;
- Eu pedi Amor... e Deus me deu humildade;
- Eu pedi perdão... e Deus me mostrou a sua misericórdia;
- Eu pedi respostas... e Deus me mandou confessar.

Pensando bem, eu recebi tudo que eu precisava:
Hoje eu tenho mais força, sabedoria, prosperidade, coragem, amor, perdão e respostas para a minha vida em relação às vidas dos meus semelhantes.  

Obrigado Senhor!
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 12/08/2014
Alterado em 09/12/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Bosco do Nordeste). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras