Boscodonordeste

PARABAIANO - Paraibano criado na Bahia, colocando letras em movimento

Textos

Pensamentos nº 36 - Da série “O amor”
1) Devemos amar sempre. A água é o sangue da terra, mas somente o amor é o sangue da alma.
2) Os medicamentos são feitos para amenizar as dores visíveis dos homens, mas somente o amor é a cura das dores invisíveis.
3) Se um filho não compreende a sacola de amor de uma mãe, nunca saberá o que está fazendo numa família. Pode sentir-se, apenas, uma bolsa.
4) Jesus é o caminho, a verdade e a vida, (Jo 14, 6) sem Ele estamos perdidos e sem direção, nadando na mentira e matando o amor.
5) O amor é uma semente, que se cuidada com carinho, sempre vai brotar.
6) A sombra da maldade está na escuridão da alma de quem nunca amou.
7) Se quiser ser grande, seja pequeno e humilde, pois a grandeza do amor está na pequenez da arrogância.
8) O injusto e imoral vai sofrer mais, pois quem planta fofoca e dessabor sentirá a força da Lei do retorno na justiça de Deus.
9) O amor parasita é aquele que depende do amor dos outros para sobreviver, como uma sombra, mas quem ama de verdade sempre será a luz desse caminho.
10) Quem conserva algo que possa recordar de alguém, está confirmando a necessidade de não poder esquecer.
11) Na vida é bom saber que a dignidade de saborear o mel passa pela aproximação da colmeia, por isso não reclame se algum dia receber algumas picadas das abelhas, pois servirá para fortalecer o amor.
12) O amor é nada mais que um sonho bom, quando o pesadelo está de férias.
13) Somente o amor de uma mãe pode explicar ao filho o que a própria razão da sua existência desconhece. Quem despreza uma mãe, despreza o amor.
14) Infeliz daquele que não conhece o amor, um sentimento visceral da alma, que a tudo padece, mas que a tudo também acalma.
15) No dicionário da vida a palavra amor virá sempre antes da felicidade. Portanto, sem o primeiro ninguém chegará ao segundo.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 25/03/2015
Alterado em 28/12/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Bosco do Nordeste). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras