Boscodonordeste

PARABAIANO - Paraibano criado na Bahia, colocando letras em movimento

Textos

Pensamentos nº 48 – Da Série Modernidade
1) A falta de cultura de uma nação impetuosamente desculturada proíbe novas práticas reflexivas, mas os desinformados abraçam quaisquer dogmas que sirvam para continuarem escravos, sejam lá quais forem.
2) A liberdade física, infelizmente, só foi conseguida na história com derramamento de sangue. A liberdade mental, somente com oração.
3) Nos primeiros tempos tudo foi explicado como obra de Deus. Na contemporaneidade o que mudou foram os pesquisadores.
4) Nos tempos antigos seguia-se os pensamentos de Platão. Nos tempos chamados modernos, sem muita virtude ou honra, o mundo vai sendo  governado pelos insanos de plantão.
5) O cinismo e a imoralidade podem ser a gangrena dos costumes e a dilaceração das culturas das novas gerações. Sem presente, não teremos passado.
6) Os brasileiros às vezes são pessoas entusiastas, mas perdem as poucas regalias que adquirem com sacrifício do trabalho, por falta de instrução, por acreditarem em promessas com bazófia de ignomínia.
7) Os brasileiros são os atenienses da América.
8) O homem moderno acha que ser civilizado é ser louco, perverso e submisso. Já os incautos e ultrapassados tem certeza disso.
9) O cidadão moderno que se preza não admite a baixeza, bajulações ou perfídias. Ele é a própria encarnação da indústria do abstrato das mídias.
10) A bondade e o instinto reflexivo do homem moderno, sem vinculações, faz do ser bom um amontoado de ilusões.
11) Uma geração que se movimenta nos calendários sem educação pode perder a noção da ação do corpo na mente e da mente na consciência da alma.
12) Quem crê, sabe que o seu subjetivo é uma realidade, mas para o que não crê, o injustificável é um ato voluntário.
13) Andam juntos a burrice e a hipocrisia dos idiotas, por isso é que eles se entendem tão bem. Portanto, não estranhe numa peleja as atitudes de alguém.
14) No mundo moderno, um grande erro é dizer tudo o que você pensa a quem não sabe pensar.
15) Um trilho reto deveria ser o caminho do verdadeiro homem e o emblema da retidão moral do nosso século, mas os homens preferem as curvas, por causa da emoção.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 27/04/2015
Alterado em 18/09/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Bosco do Nordeste). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras