Boscodonordeste

PARABAIANO - Paraibano criado na Bahia, colocando letras em movimento

Textos

Pensamentos nº 69_Da série Arrogância e humildade
1) Toda riqueza está no invisível, a começar por quem tem Deus, saúde e paz. O resto, material e visível, necessariamente serão perdidos, pois ninguém leva o que não traz.

2) Se você for inteligente, não se preocupe com os incautos, pois esse tipo de qualidade incomoda mesmo. Eles são cegos arrogantes, e pensam que a honestidade e a ética dos outros são defeitos.

3) A arrogância tem peso de chumbo na alma, e a humildades é uma leve pluma que flutua no espírito. Por isso aprenda a voar e vá mais longe e contrito.

4) A humildade é a força da razão de quem não precisa impor sua opinião. Quanto mais alto o grito, mais baixa é a razão.

5) Pode ter certeza de que quem não sabe pedir, também não saberá agradecer, por isso somente uma vez será atendido sem perceber.

6) Numa competição, quando as portas começarem a se fechar, quem soube agradecer desde os primeiros passos poderá ter a oportunidade de conseguir nova largada. Quem busca ajuda com as borboletas não sabe o que se passa dentro do casulo.

7) Quem tem competência não precisa ser arrogante para conseguir seus objetivos. A arrogância é uma arma de apenas uma bala. O certo é que, quando erra, não adianta procurar ajuda em portão errado.

8) Uma das virtudes do ser humano, senão a maior de todas, é a humildade. Quando um arrogante erra, vive o resto do tempo tentando encontrá-lo nos outros.

9) Quando não se tem a humildade de saber qual o caminho a seguir, qualquer direção serve para errar. O arrogante que erra não conhece o caminho da humildade para consertar a burrice.

10) As lágrimas do ignorante não servem para lavar a alma da sua intolerância. Rio de gotas d'água não são como gotas d'água de um rio. O incauto não tem lágrimas, tem chuva de arrogância.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 13/11/2016
Alterado em 30/11/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Bosco do Nordeste). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras