Boscodonordeste

PARABAIANO - Paraibano criado na Bahia, colocando letras em movimento

Textos

A cor da Borboleta de cada um
As escolhas são nossas responsabilidades nos rumos pelas estradas da vida. Até as borboletas mais nervosas sabem disso, bastando entender das quatro fases, qual é a sua atual: ovo, larva, pupa ou imago
Quem não descobre há tempo qual é a sua cor, e segue por qualquer caminho colorido, para onde for nesse zum zum zum poderá estar chegando a lugar nenhum.  
Por isso, é importante respeitar as asas de uma ou de todas as cores, as decisões e experiências de cada uma pessoa. Toda causa traz sempre alguma consequência, e tem situações que não aceitam arrependimento, por falta da inocência.
Os pedidos de desculpas podem até ser feitos agora, se escolher uma melhor e mais segura estrada, evitando pântanos e areia movediça das mentiras no caminho feito de problemas pelos casulos.
O importante é ter consciência enquanto ainda é tempo, procurando aperfeiçoamento no estudo e no trabalho, para receber respeito, sem depender de favores de quem quer que seja, ocupando o lugar pelo mérito e não pela opção de cores, pois a natureza é de TODOS.  
Quem vive na obscuridade das falsidades se atrapalha, porque quanto mais for a cabeça colorida, pode pensar que é um arco iris e querer viver acima dos outros.
Existem as borboletas desgarradas que não têm filhos para criar, e vivem a se ocupar da vida dos outros, num presente incerto e num futuro incesto, dando mais ré do que indo para frente, entristecendo a quem está mais longe ou perto, mais cedo ou mais tarde.  
Podem observar, quanto mais a borboleta for vaidosa e colorida, mais mostrará as cores das suas unhas pitorescas, pintadas pelas larvas de insetos holometabólicos, dentro das quais passam o período de pupa, preparando o seu lado de cores berrantes, berrando feito jegue bravo.
Já as borboletas felizes voam aonde possam encontrar os motivos da sua existência e do sentido da vida, da família e das amizades sinceras, pois sem isso continuará perdida no tempo e espaço, entulhada dentro do seu tenebroso casulo, prejudicando outros seres.
Às demais borboletas desavisadas, cuidem mais das suas vidas e do seu futuro, deixem as decisões por conta de cada um, evite orientações só coloridas e equivocadas, porque também existem as espécies do grupo informal "Rhopalocera", formado pelas Hesperioideas e Papilionoideas. Talvez vocês nem conheçam.  
A cor da felicidade é livre para qualquer borboleta, com a alma solta e plena de sabedoria, para não deixar acabar a sua espécie, procriando novos seres.
Portanto, se as asas da espécie aguentarem o peso, cada borboleta procure o seu clã e voe ... vá ser feliz em outra pradaria ou estepe e deixem os demais animais que não são borboletas viverem em paz.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 21/07/2018
Alterado em 05/01/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Bosco do Nordeste). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras