Boscodonordeste

PARABAIANO - Paraibano criado na Bahia, colocando letras em movimento

Textos

Olhar numa noite Gullar
(Poema do Livro Talento Poético - Editora Becalete, 2018)

O mundo que está lá fora, é só a nuvem passando,
e as proporções são pequenas, cheias de grande razão,
que cabem numa janela do quarto de uma vizinha.

Dentro de mim tem as retas obtusas se encontrando,
pois o quarteto da alma é a tangente da questão,
mostrando que o cateto dessa dor não é só minha.

Ninguém saberá dizer o que o monturo vem queimando,
nem mesmo as forças ocultas de dentro se elevarão,
no poço escondido estão Maria rei e José rainha.

Continuo aqui, vendo o mundo nada mudando.
Olhando pra dentro e voando, com um pássaro na mão,
bem maior é a hipotenusa, que marca o fim dessa linha.

Quem mente até aos comparsas, acha que está enganando,
todos dentro de uma farra, todos na mesma prisão,
na mesma noite veloz, que o Gullar sempre detinha.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 22/12/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Bosco do Nordeste). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras