Boscodonordeste

PARABAIANO - Paraibano criado na Bahia, colocando letras em movimento

Textos

Cativeiro do Amor
O amor é um cavalo louco, alado e sempre sem rédeas.
Penso que mesmo domado é de difícil cortejo,
pois pode levar um andor lindo ao despenhadeiro,
e o santo cair de cima, quebrando o barro inteiro.

Vá com calma companheiro, amor não é uma comédia,
um pouco que sacia, vale mais que um sobejo.
Ninguém ama de metade, pois o amor é por inteiro,
e complementa a mentira de um amor verdadeiro.

Amo e vivo assim mesmo, um pouco acima da média,
desfilando sentimentos e isso é o que mais almejo,
morando no coração do amor alcoviteiro,
dominando esse cavalo como um grande cavaleiro.  

Por isso ainda não sei na vida qual é a maior tragédia:
Se satisfaço o desejo dela ou então o meu desejo.
Se satisfaço o dela, serei seu prisioneiro.
Se satisfaço o meu, serei dela o cativeiro.

(Poema publicado no Livro "300 Poemas de amor" - Editora Mágico de Oz - 2019)
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 16/09/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Bosco do Nordeste). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras