João Bosco do Nordeste
Professor Mestre em Educação e Administrador empreendedor
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
EU QUERO FALAR
Um gerente novo toma posse num emprego, onde existem muitos “chefes para poucos índios”. Cada um querendo mandar mais do que os outros.
Numa sala estava havendo uma reunião de 15 (quinze) caciques, que pediram para almoçar ao meio dia no refeitório da própria empresa, para que a reunião continuasse à tarde, durante aquele dia de domingo.
Não seria possível, pois os empregados não foram avisados pelo novo gerente Leinad com antecedência. Ele não sabia do almoço.
“Eu quero falar”, dizia ele. Durante as falas, o pobre gerente novo não tinha vez. Só quem tinha voz e vez era os mais antigos e poderosos. A opinião do novato gerente não valia. Toda vez que ele ia falar sobre o almoço, eles não deixavam.
No refeitório estavam colocados pratos que seriam usados nas refeições que seriam servidas na segunda feira.
Tinha uma feijoada no fogo esquentando.  
Antes do encerramento da reunião para o almoço, o telefone tocou e o gerente novato foi chamado para atender. Era o motorista de um caminhão, que chegou para deixar mercadoria. Precisava da sua autorização. O gerente novato demorou mais de meia hora para voltar ao salão de eventos. A reunião terminou e os presentes desceram para o refeitório.
O diretor gritou:
- Leinad !
Como ali naquele dia não havia empregados, o diretor mandou que cada um pegasse seu prato e colocasse a feijoada que estava na panela.
Com pouco tempo comendo, começaram a se sentir mal.
O diretor gritou, de novo:
- Leinad !
Ele chegou e viu o pessoal se queixando com as mãso na barriga e o corpoe encurvado.
- O que aconteceu Leinad?
- O senhor não me deixou falar na reunião. Eu não sabia que vocês iriam comer aqui na empresa. Uma vez por mês os empregados pegam o resto de comida do sábado e coloca veneno no domingo, despejando nos esgotos para matar ratos.
Já liguei para o restaurante “Chupa que é de uva” aqui perto e eles estão esperando para servir o almoço agora, se quiserem. Também temos a opção do hospital “Coragem irmão”, se alguém quiser mudar o cardápio. Tá na hora!
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 07/08/2014
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links