João Bosco do Nordeste
Professor Mestre em Educação e Administrador empreendedor
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Uma mulher fosca e tosca
O que pensar daquela senhora,
Com tanto poder se achava uma rainha,
De andar masculino e imagem tosca,
Que de tão dispensável tornou-se fosca?

Com um sorriso cínico mostrando a espora,
Como se fosse um galo no meio de uma rinha,
Mostrava a imagem falsa da linguagem tosca,
Que de tão insuportável tornou-se fosca.

Viveu suas pedaladas do palácio para fora,
mas para dentro do espelho uma freada tosca,
de um semblante inútil e uma imagem fosca.

Apagaram a luz, o poste perdeu a escora,
junto com seu criador, uma criatura tão tosca,
mostrou o seu triste perfil de uma face fosca.

Obs: Trata-se de ficção num soneto tosco, com palavras foscas e de governança em penitência, por isso qualquer semelhança é mera coincidência.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 08/09/2014
Alterado em 05/09/2019
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links