João Bosco do Nordeste
Professor Mestre em Educação e Administrador empreendedor
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
As quatro estações da vida
A Terra tem quatro estações que mudam durante o ano. Da mesma forma é a vida leva, que nos leva por quatro períodos da existência. No movimento de translação a Terra se desloca girando em torno do Sol por excelência. No movimento da vida, o ser gira em torno do amor no plano orbital da inclinação do eixo da convergência.
Como o sol é o satélite natural da terra e ainda ilumina a lua calma, o amor é a bússola que orienta a vida, e ainda ilumina a alma.  
Na primavera:
Descobre-se o valor da primeira idade, do amor, e da alegria. No início tudo é flor. O sentimento infantil torna-se juvenil e passa da adolescência, tudo é questão de aparência. Os jardins são mais floridos, a vida brota em explosão de amores coloridos todo dia. É o amor que esquentou, clareou bem mais o dia, fez do sertão alegria, o sol mostrou o clarão. Aumentou a temperatura, queimou toda a amargura, foi a cara do verão.
É período de preparar o solo para o plantio.
No verão:
Descobre-se o valor da segunda idade, das praias e das calorias dos corpos malhados. Agora a vida é quente, tudo está em movimento, desde o despertar da impetuosidade, até os riscos mais dinâmicos que podem deixar sequelas, e tudo que for construído sem pensar pode ruir dos planos quando o outono chegar.
A Terra fica mais próxima do Sol, fazendo com que os dias sejam mais longos que as noites estrelares. A temperatura elevada favorece a ocorrência de chuvas, pela evaporação das águas e normalmente destinada às férias escolares.
É o período do plantio.
No outono:
Descobre-se o valor das demais idades. A vida no apogeu chegou. É tempo de colheita de tudo o que se plantou.
Depois que o tempo coloriu e a paisagem sorriu primeira, a vida quer que agora a gente viva juntinho, sentindo falta um do outro e abraçados, a noite chega ligeira.
As folhas que estão no chão são os símbolos da maturidade. Para muitos a vida começa agora, de forma mais consciente na idade. Erra-se menos, com melhor serenidade. Começa a brotar no peito o suplicio da saudade.  
As noites que são mais longas que os dias, com mudanças bruscas na temperatura e as folhas das árvores não são mais escuras e começam a “amarelar” o coração, com poucos nutrientes que vão caindo no chão.
É uma boa época para reflexão. É o período da colheita de tudo que foi plantado.
No inverno:
Descobre-se a fraternidade, o rancor, a nostalgia, a saudade e as lembranças.
O tempo vai passando, o vento soprando a brisa, a chuva chegou com o frio, naquela melancolia.
Aquele frio da alma, que acalma e afaga os corpos agora mais coladinhos, um casal de passarinhos.
É período de abrir as malas e as gavetas para ver como está o que colheu.

Qual é a sua estação atual? Deve ser aquela onde você nunca está perdida, por isso viva o dia de hoje fosse: o dia mais importante da sua vida.
----------
Observações:
1- Primavera: de 23 de setembro a 21 de dezembro. A idade está entre 5 e 24 anos.
2- Verão: de 21 de dezembro a 21 de março. A idade está entre 25 e 40 anos.
3- Outono: de 21 de março a 21 de junho. A idade está entre 41 e 60 anos.
4- Inverno: de 21 de junho a 23 de setembro. A idade vai de 60 a Deus quem sabe.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 19/09/2014
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links