Textos

Pensamentos nº 9 - Da Série o ser mais desumano é o ser humano
01) Aprenda a semear sementes boas, enquanto o tempo é favorável, para colher bons frutos, pois durante as intempéries se plantar qualquer semente vai colher qualquer fruto.
02) Quem vive fazendo de tudo para aparecer e ser notado, vai deixar uma herança tão ruim, que a sua ausência nem será sentida em qualquer lado.
03) Ao acordar pela manhã, lembre-se logo da noite, como vai querer que esteja a sua cabeça no travesseiro.
04) Quem tem sonhos não pode ser rude como as pedras, pois nem as pedras costumam ficar paradas num mesmo lugar.
05) Aprenda enquanto é tempo: vive melhor quem sabe aproveitar os momentos de sofrimento para mudar.  
06) Você diz que sabe tudo, vagalume sabe mais. Vagalume acende a bunda, coisa que você não faz.
07) A vida ensina à boca pequena, que a alegria é grande se aprendermos que o sofrimento sempre amadurece o espírito e vale a pena.
08) Para saber se teve importância conquistar o topo da montanha, basta ver até aonde a sua visão alcançou durante a escalada.
09) Quem só se preocupa com a vida dos outros sempre esquece da sua, pois deixa a boca na privada e o ouvido pela rua.
10) O risco da vida é morrer sem sonhos, por isso é que animais dormem em camas, e sonhadores dormem nas nuvens.
11) É sensato quem sabe esperar. A flor demora crescer, e o que vem primeiro são os espinhos, por isso se acostume a furar os dedos antes de cheirar a flor. Sem sacrifícios, não se alcança as pétalas.
12) Na vida, o sonho é como uma corda no despenhadeiro. Por isso, segure firme e vá subindo acordado, pois a corda quebra e derruba sempre quem acorda mais tarde.
13) Nos seus sonhos de juventude, quais são seus projetos de vida adulta?  Se não os tem, então aceite o que o destino lhe reservar, sem reclamação.
14) A mulher é a flor do caminho, e quem a respeita não passa pela estrada sozinho. Mulher erra e homem também, por isso, quem errar primeiro, aceite a primeira pedra de perdão de outro alguém.
15) Tenha mais esperanças nos teus olhos que tristeza no coração perdido, pois o que os olhos não sentem, o coração não vê sentido.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 27/09/2014
Alterado em 28/11/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (João Bosco do Nordeste). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários