João Bosco do Nordeste
Professor Mestre em Educação e Administrador empreendedor
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Desiderata do meu desejo
Pare e pense que a pressa é inimiga das coisas frágeis, por isso, se quisermos fazer tudo com muita pressa, poderemos perder as paisagens de dias valiosos em nossa vida.
Saiba também que há sempre o momento de falar e calar. Muitas palavras podem ser tiros de guerras. Somente o silêncio fala como verdadeiro amigo da paz.
Seja sincero, mesmo que magoe inicialmente, pois a verdade pode humilhar muito mais quem quer lhe humilhar, perdendo a harmonia com o tempo, tornando-os insensatos e ignorantes, negando no final da vida a sua biografia autorizada. Somente a humildade ensina a todos acordarem em manhãs cinzentas e torna-las dias cheios de luz, proporcionando longos anos de vida e saúde.
Evite as pessoas que arrotam o desprezo e destilam desamor, pois toda doença braba pode pegar mais ligeiro, se o nosso espírito está enfraquecido na fé.
Aproxime-se de quem vê amor em todas as atividades do mundo, e que sejam capazes de transformar água em vinho, pelo simples fato de querer fazer as pessoas mais felizes.
Ouça também os analfabetos, injustos, cínicos e insensíveis, pois às vezes eles nem sentem qualquer culpa por serem assim, e, além disso, podem até mudar, e ajudar na criação de anticorpos, ou ser a tinta que escreverá as letras no seu pergaminho. Eles também pensam que tem valor, por isso não podemos julgar a imperfeição de ninguém. Até nas imperfeições poderemos encontrar pedações de telhas de ensinamentos que servirão para cobrir nosso telhado de aprendiz. Se não tiver cuidado, poderá magoar-se com as injustiças, incompreensões e mazelas, tornando-se também magoado, presunçoso e vingativo, por isso conte um conto e desaponte o desencanto.
Ninguém é perfeito, por isso nunca se compare com as outras pessoas. Todas são iguais nas diferenças, e em toda estrada sempre encontrará alguém de preparo inferior ou superior ao seu, portanto reconheçam o seu valor sem precisar se comparar a ninguém, ou comprar qualquer consciência.
Descubra os caminhos pelas perguntas que você fizer, e não pelas respostas que não perguntou. Siga pela sombra, pelo túnel da bitola da sua estatura, para não bater com a cabeça no teto. Também não corra acima do seu fôlego, para que não morra por falta de ar no meio do caminho. Não tome a estrada de ninguém, pois cada um constrói a sua, e a depender das qualificações, convicções e perfis, cada um pode encontrar períodos mais íngremes, tortuosos ou enlameados a percorrer.
Como a vida se resume neste instante, procure viver intensamente tudo aquilo que puder realizar, mesmo que não veja o reconhecimento material, mas que seja suficiente para construir no seu ego um castelo de felicidade.
Sempre que andar por vias tortuosas, seja cauteloso, porque o mundo está cheio de andarilhos perigosos. Procure andar de dia e leve sempre uma lanterna para o caso de existir períodos de escuridão nessa estrada.
A ética é a virtude da alma, mas o dinheiro é a desgraça do corpo. Quando um chega, normalmente espanta o outro, mas quem quiser apostar na virtude já estará sendo vitorioso. Nosso lugar não é neste mundo, estamos aqui só de passagem, por isso viaje somente para locais onde possa levar a virtude, os preceitos morais e a dignidade na mala do coração. Nós não estamos aqui por acaso, por isso representemos o nosso papel de filho do Universo e protegido das estrelas, como árvores frutíferas que não devem produzir maus frutos.
Devemos cultivar o amor para colher a paz. Quem, desonestamente, vê a Terra como uma grande possibilidade de exercer o poder, está cultivando um orgulho desnecessário, que não vai levá-lo a lugar nenhum. Mas quem vê a Terra como uma pequena estrela solta no Universo, sentindo-se, despretensiosamente, apenas como uma gota de orvalho que cai da vela de um barco à noite no meio do mar, necessariamente está vivendo a sua mais honesta e plena humildade, que o levará a pretensiosos e distantes lugares, com o poder de ter mais tempo de vida.
Todos temos um papel a cumprir. As gerações já vem cumprindo o seu, mas o mundo existe há mais de sessenta milhões de anos, e não é ninguém, com arrogância e prepotência que vai mudar os rumos dos movimentos de rotação e translação da Terra, pois cada um tem o seu ideal, e os cemitérios estão cheios de heróis, que logo cedo quiseram impor as suas convicções, tentando enganar a si mesmos. Por isso seja você mesmo. Construa a sua identidade sob pretextos humanos e limitados, não queira ser mais um dono do mundo, mesmo que sofra a aridez do desencanto, o que o tornará mais perene.
Não seja muito rigoroso consigo mesmo, pois a vida nos ensina que vivemos sobre trilhas, e não somos como os trens que estão o tempo todo em cima de trilhos. É do temor de ser bom que nasce o cansaço; e do desprezo, a solidão.
Seja respeitoso, prudente e gentil com todos, para que todos queiram um dia ser como você, e você os ensine que cada um deve ser uma pessoa única, com dignidade, trabalho e aspirações, cultivando o verdadeiro amor em sua própria alma, mesmo que apareçam a falsidade e os desamor, pois o mundo é de quem sabe transformar tudo em aprendizado e alegria.
Para terminar, ouça o último conselho: escute os mais velhos. Eles estão com o espírito calmo, desarmado e sensato, já passaram por tantas agruras que poderão lhe ensinar o caminho do amor, evitando possíveis e inesperados infortúnios.
Na vida estamos diante de um grande espelho, e tudo que desejar aos outros, é a si mesmo que o fazes.  
Portanto, para ser feliz, basta fazer os outros felizes.
Seja feliz !

----------

Observação: A inspiração deste meu desejo foi a Desiderata de Max Ehrmann (1872- 1945), filósofo, poeta e advogado norte-americano.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 17/01/2015
Alterado em 24/01/2015
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links