João Bosco do Nordeste
Professor Mestre em Educação e Administrador empreendedor
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Frases em lápides de cemitério. Epitáfios nº 1
1. Na lápide da mulher que morreu velha e virgem: AQUI JAZ ENCAIXADA SEM SER USADA.
2. Na lápide do motoqueiro que morreu numa estrada noturna: NÃO ERAM DUAS MOTOS?.
3. Na lápide de um cantor de jazz: AQUI JAZ UM CANTOR DE JAZZ.
4. Na lápide de quem morreu devendo: DEVO, NÃO NEGO. NÃO VOLTE AMANHÃ.
5. Na lápide do avarento: JUNTEI TUDO E AQUI NÃO VALE NADA.
6. Na lápide do político corrupto: MORRI COM LAMA ATÉ A TAMPA.
7. Na lápide da prostituta: MINHA BOCA É UM TÚMULO.
8. Na lápide da viúva ciumenta: PREFERI VIR ATRÁS, POR PRECAUÇÃO.
9. Na lápide de traficante: VOLTEI AO PÓ.
10. Na lápide do metido a sabido: LOGO COMIGO?
11. Na lápide de quem achava que comprava tudo: A MORTE NÃO TINHA PREÇO.
12. Na lápide do claustrofóbico: NÃO FECHE.
13. Na lápide do prepotente: PENSEI QUE AQUI MANDAVA EU.  
14. Na lápide do dono da funerária: CHEGOU A MINHA VEZ.
15. Na lápide do assassino: VOU VISITAR QUEM EU MANDEI ANTES.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 03/04/2015
Alterado em 31/05/2018
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links