João Bosco do Nordeste
Professor Mestre em Educação e Administrador empreendedor
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Pensamentos nº 50 – Da Série: O poder
1) Em terra estéril e pobre, o poder de bandidos não dá certo por muito tempo. Somente em terras fecundas de caráter é que se reproduzem os bons frutos.
2) Nunca durou muito o poder de quem acumula riqueza enganando o seu semelhante, pois o patrimônio que o diabo dá para eles é o inferno.
3) Quem cresce os olhos e no poder faz a sua fortuna nos tempos da bonança, vai entregar tudo a advogados nos tempos da cobrança.
4) Cuidado com os aparentemente fracos de inteligência que no início fingem obediência aos poderosos, pois quando o barco começa a afundar, são somente eles que se preocupam com os coletes salva-vidas.
5) Uma ação maquiavélica do chefe do poder pode ser adequada num primeiro momento, mas quando o mal se apresenta, o capeta desterra qualquer poderoso.
6) Os homens poderosos quando se sentem acuados pelo peso da justiça, pagam com a própria alma para sustentar as suas mentiras.
7) Final triste tem quem pensa que é nobre só porque tem dinheiro, sem qualquer merecimento pessoal nem histórico respeitável.
8) Quando a vaidade e a inveja justificam a busca da satisfação, todo tipo de crime compensa ao bandido.
9) O fanatismo por algum corrupto se acaba quando os lucros obtidos pelos fanáticos acabam.
10) A restauração de um rei corrupto é a mais perigosa revolução que se pode pensar, pois ele é o único que acredita nisso.
11) De que servem as leis imparciais feitas pelos próprios corruptos para punir a sua corrupção, se os julgadores forem parciais?
12) Por acaso, as atitudes contraditórias, a falta de prudência e a hipocrisia de certas autoridades poderosas não são obras do acaso.
13) Até existirem os últimos vestígios da escravidão, quer seja econômica, social ou política, não veremos nenhuma geração livre e feliz.
14) O falso líder que não tem caráter altanado pode ser vitima das delações premiadas.
15) A riqueza mentirosa é inimiga da verdade e prima-irmã da pobreza.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 03/05/2015
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links