João Bosco do Nordeste
Professor Mestre em Educação e Administrador empreendedor
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Casamento num posto de combustível
Um certo casal de amantes, Zeca piu e Mariana zum zum,
ele frentista de posto, e ela uma exigente taxista.

Diziam que se amavam, fosse em qualquer lugar,
ou até em lugar nenhum.  Ela morava com a mãe, e e ele morava com o pai.

Ambos eram separados e um dia resolveram se casar,
num posto de combustível, que seria um melhor lugar.

Arrumaram quase tudo. O combustível e o comível,
pois ali tudo é possível, pra balada acontecer.

Tudo virou uma festança, foi muita comemoração,
daí veio a grande surpresa, que ninguém entendeu não.

A festa logo acabou, Mariana voltou pra casa,
preferiu morar com a mãe. Zeca piu não satisfeito, voltou para a casa do pai.

Não quiseram se arriscar: o frentista e a taxista.
Ela, carona a ele não daria, mas ele teria de abastecer o tanque dela todo dia.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 28/07/2015
Alterado em 29/05/2018
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links