João Bosco do Nordeste
Professor Mestre em Educação e Administrador empreendedor
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Pensamentos nº 72 – Da série Estudos
1) Somente se os pais desejarem, pensarem e agirem como seres humanos, poderão dar valor ao estudo e ter seus filhos também como seres humanos.
2) Quem faz as coisas certas pensando que estão certas, querendo acertar, nunca estarão errando, e sim usando a consciência reflexiva que o estudo pode oferecer.
3) Quem faz as coisas erradas sabendo que estão erradas, querendo acertar, sempre estarão errando, usando sem consciência os maus princípios que a falta de estudos pode oferecer.
4) Sabe por que a mula e o burro puxam carroça? É porque são filhos de um Jumento e de uma égua, que não lhe deram estudo. Quem estuda, foge do cabresto.
5) Quem estuda muito pode se beneficiar da propedêutica, inclusive para entender o que significa esse benefício. (Pesquise leitor).
6) Jovens, procurem estudar como era o Brasil há 20, 25, 30 anos atrás, quando a gente era feliz, tinha trabalho e escola no dia-a-dia. Somente com o estudo e o trabalho o ser humano terá dignidade e cidadania.
7) Só sabemos dar valor e sentido à vida, se chegarmos à velhice estudando, por que se não, quando estivermos próximo do final da caminhada, sentiremos que caminhamos numa estrada sem sentido.
8) A falta de estudo piora a vida, e tudo fica muito mais complicado quando você começa a andar perdido, precisando muito de serviços de advogado.
9) O estudo é o consumo de água contínua, mas só serve para quem tem sede.
10) Só existe beco sem saída para quem não sabe voar. Quem dá essas asas é o estudo.
11) Quem anda muito preocupado consigo mesmo, estuda, e a preocupação diminui. Isso é tudo.
12) Somente o estudo é capaz de consertar um coração partido pela falta de amor.
13) A felicidade é um estado de espírito que o estudo pode oferecer se cultivado por toda a vida, pois o fruto é a feliz idade.
14) A falta de estudo é um escuro sem vela, uma porta sem tranca, o corrimão de um despenhadeiro, um beco sem saída, na fanática incerteza de uma vida perdida.
15) Se você não sabe entrar, não reclame se não souber sair, pois somente o estudo ensina a ida e a volta, mostrando qual é o segredo de cada porta.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 29/07/2017
Alterado em 20/11/2019
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links