João Bosco do Nordeste
Professor Mestre em Educação e Administrador empreendedor
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
A lua de mel na poesia
A lua está satisfeita,
com a luz da alma pura,
trazendo a felicidade,
mesmo em noite escura,
abrindo as nuvens do céu,
passando sua formosura.

A lua pra ser perfeita,
aos corações sem candura,
combate a atrocidade,
transforma o amor em ternura,
jogando um manto de véu,
sobre o pranto e a amargura.

Na lua a poesia deita,
seu mel lança numa aventura,
sobre os casais de verdade,
abelhas sem partitura,
nas letras põe seu troféu,
como uma grande apicultura.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 22/12/2018
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links