João Bosco do Nordeste
Professor Mestre em Educação e Administrador empreendedor
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links
Textos
Transdisciplina na Academia
A vida da Academia viaja na transdisciplina,
Que deve ser cristalina no vagão de cada trem.
O tempo é o pincel e aquarela é a neblina,
na janela a paisagem do quadro não é de ninguém.
Nos dormentes corre o trem, vuco vuco em sua pista.
Tudo nele é passageiro, menos nosso maquinista.

Passado é o presente queimado na lenha,
E a sabedoria nunca está por estar distante.
Então a porta se abre pra que todo mundo venha,
e quem entrar nesse estudo pode ser um estudante.
Nos dormentes corre o trem, vuco vuco em sua pista.
Tudo nele é passageiro, menos nosso maquinista.

Nesse trem estão presentes a arte junto com o mito,
um bom reencantamento e também saber profundo.
Se a transdisciplina inquieta até o aflito,
É na Universidade que vai transformar o mundo.
Nos dormentes corre o trem, vuco vuco em sua pista.
Tudo nele é passageiro, menos nosso maquinista.

No vagão há sempre vaga, até mesmo pra doutores,
O trem vai por uma trilha no eterno vai-e-vem.
Se a Academia respeita até os conservadores,
A Transdisciplinalidade no vagão está também.
Nos dormentes corre o trem, vuco vuco em sua pista.
Tudo nele é passageiro, menos nosso maquinista.


IIIº SETRANS – Feira de Santana – BA. 20 e 21/11/2007
Universidade Estadual de Feira de Santana - BA.
João Bosco do Nordeste
Enviado por João Bosco do Nordeste em 11/05/2020
Alterado em 13/05/2020
Comentários
Capa Meu Diário Textos Áudios E-books Fotos Perfil Livros à Venda Prêmios Livro de Visitas Contato Links